Sobre os Queen          Cronologia          Discografia          Freddie Mercury          Brian May          Roger Taylor          John Deacon

A KIND OF MAGIC

““The film needed their energy.”
Russell Mulcahy – Director Highlander

 

A Kind Of Magic é o décimo segundo álbum de estúdio dos Queen, gravado entre Agosto de 1985 e Abril de 1986, em três estúdios diferentes em Londres, Alemanha e Suíça. O projecto começou como banda sonora do filme Highlander, depois de o realizador Russel Mulcahy ter encomendado algumas faixas ao grupo. Mais tarde, ele próprio comentaria que pensara nos Queen desde o início, por causa das suas canções fortes e antológicas. «O filme precisava da energia deles», afirmou.

 

Depois de assistirem aos primeiros 20 minutos de filmagens em bruto para terem uma ideia da produção, os Queen ficaram tão impressionados que rapidamente se seguiram mais faixas, e o álbum Magic nasceu.

Cada um dos membros da banda inspirou-se numa parte diferente da história e, com efeito, o álbum cobre um vasto espectro de emoções. As canções estão repletas de referências ao filme, aos diálogos e aos seus principais personagens e acontecimentos – entre elas, There can be only one! / No mortal man can win this day / The prize / It’s a kind of magic / Don’t lose your head. Brian ficou muito impressionado com a morte de Heather no filme (o primeiro e grande amor do protagonista) e com os diálogos que envolvem os seus momentos finais, enquanto ela morre nos braços do seu amado MacLeod – o imortal Highlander –, nas deslumbrantes terras altas escocesas. MacLeod está destinado a viver para sempre e a ficar sem Heather até ao fim dos tempos. Subitamente, o seu destino parece impossível de enfrentar. Who Wants To Live Forever é a canção que emerge deste momento intenso do filme, escrita quase integralmente por Brian no regresso a casa, como ele recordaria mais tarde depois de ver as primeiras gravações. Roger gostou das frases «There can be only one!» e «It’s a kind of magic!», e foi isso que deu origem à canção homónima. As batalhas brutais de Highlander sucedem-se de forma intensa durante séculos e só agora, nos anos 1980, atingem o seu clímax. Este é um aspecto que a canção também contempla.

Roger: «A kind of magic é uma frase que se destaca no filme. Surge muitas vezes e é muito forte».

As personagens principais da história, sobretudo Connor MacLeod, o Highlander, e o seu inimigo Kurgan, lutam até à morte para garantirem a recompensa final, o maior de todos os prémios. Brian escreveu a canção Gimme The Prize em torno deste conceito. Há apenas uma forma de ganhar o prémio – ser o último homem de pé, o que só pede ser alcançado pelo terrível processo de decapitar todos os oponentes. Por isso, no final, «There can be only one!»

Don’t Lose Your Head (que conta com a voz de Joan Armatrading em segundo plano) surge desta ideia. É uma tema recorrente no filme, que cresce à medida que cada guerreiro encontra inevitavelmente o seu terrível destino, até restarem apenas dois, The Highlander e The Kurgan.

O sucesso Princeses Of The Universe (título original do filme) é uma canção tipicamente directa e implacável que exigiu, quando foi lançada em single em 1986, um vídeo igualmente impressionante e poderoso. O resultado é um surpreendente duelo no ecrã entre o actor Chistopher Lambert, recriando o seu papel em Highlander com uma espada para cortar cabeças, e um igualmente corajoso Freddie Mercury, armado apenas com o seu fiel suporte de microfone. Os dois lutam no meio de um cenário de devastação, enquanto Brian, Roger e John tocam indiferentes. É uma cena convincente em que Freddie parece ainda mais ameaçador do que o Highlander de espada em punho. Felizmente, nenhum dos dois perde a cabeça no encontro.

O falecido Michael Karmen, compositor de renome internacional, compôs a banda sonora para a maioria das músicas extra do filme, e a rara combinação da sua música original com as canções dinâmicas dos Queen, compostas pelos quatro membros da banda, revelou-se uma aliança formidável. O álbum A Kind Of Magic foi editado no dia 2 de Junho de 1986, entrou para o 1.º lugar nas tabelas do Reino Unido e liderou as tabelas em muitos outros países, tendo alcançado a dupla platina em vários territórios.

Algumas faixas do álbum Magic são significativamente diferentes das apresentadas no filme, nomeadamente a do título, uma vez que a banda alterou depois do trabalho de pós-produção de Highlander estar concluído.

Metade dos temas de A Kind Of Magic foi apresentada nos espectáculos ao vivo da época, e as canções tornaram-se extremamente populares durante aquela que viria a ser a última tournée dos Queen: a gigantesca Magic Tour pela Europa. Os impressionantes espectáculos começaram na Suécia, no dia 7 de Junho de 1986, e terminaram no dia 9 de Agosto, com a derradeira apresentação em Knebworth Park, Inglaterra. Os concertos começavam com One Vision, e Friends Will Be Friends marcava o final; pelo meio, eram interpretadas as imponentes We Will Rock You e We Are The Champions.

Who Wants To Live Forever e a faixa que deu título ao álbum também se tornaram temas favoritos nos concertos. Surpreendentemente, algumas das músicas mais fortes de HighlanderGimme The Prize, Don’t Lose Your Head e Princes Of The Universe – nunca foram apresentadas em concerto.

Apesar de ter surgido seis meses antes do álbum, em Novembro de 1985, One Vision foi o primeiro single de Magic a ser lançado – o primeiro de sempre escrito em conjunto pela banda.

Inspirados pela experiência do Live Aid alguns meses antes, em Julho de 1985, naquele que seria historicamente o maior concerto de sempre da banda, os Queen regressaram aos estúdios com vigor renovado para criar esta faixa tão amada pelo público. A ilustração da capa apresenta uma fotografia tirada pelo famoso fotógrafo David Balley, nos bastiadores do Live Aid. O vídeo foi filmado em Setembro de 1985, nos estúdios Musicland, enquanto a banda trabalhava no álbum. Filmado ao longo de semanas, oferece uma visão rara dos Queen em estúdio e marca o início de um longo relacionamento com o duo de produtores austríacos Rudi Dolezal e Hannes Rossacher – os notáveis Torpedo Twins –, que se manteria até à última filmagem dos Queen com Freddie, em 1991. One Vision viria a ser incluída no filme Iron Eagle.

A Kind Of Magic e a faixa inédita A Dozen Red Roses For My Darling, ambas escritas por Roger. Integram o segundo single do álbum. Apresentado no Reino Unido no dia 17 de Março de 1986, tornou-se um enorme sucesso em todo o mundo e foi número 1 em mais de 30 países. Nos EUA, o lado B foi mudado para Gimme The Prize.

Freddie «Roger compôs A Kind Of Magic de uma forma totalmente diferente, o que foi muito bom, mas eu senti que havia outra tendência comercial. Soube que ele ia a Los Angeles por uma semana, e então peguei na música e alterei-a completamente. Quando ele voltou, disse-lhe: “O que achas?” E ele respondeu: “Gosto”». O vídeo, filmado pelo realizador de Highlander, Russell Mulcahy, decorre no interior do Playhouse Theatre, em Londres, em condições quase geladas. Freddie desempenha o papel de um mágico impecavelmente vestido de capa preta, enquanto John, Roger e Brian, num contraste gritante, surgem como vagabundos maltrapilhos – antes de serem transformados em músicos igualmente impecáveis pelo estranho mágico. O vídeo apresentava um tipo de animação avançada para a época, com várias personagens representadas nas ilustrações do álbum Magic a ganharem vida e a dançarem no ecrã.

O último single de A Kind Of Magic foi One Year Of Love, lançado apenas em França e Espanha, e acompanhado de Gimme The Prize (o tema do temido Kurgan em Highlander). Steve Gregory toca saxofone numa faixa que está certamente entre as jóias mais subestimadas e pouco conhecidas dos Queen.

Seguiu-se Pain Is So Close To Pleasure (no lado B, Don’t Lose Your Head), escrito pela dupla Deacon/Mercury, uma canção que, tal como Princes Of The Universe, nunca foi editada como single no Reino Unido. Em Agosto de 1986, saiu na América um remix como single, mas, com uma promoção mínima e sem vídeo, o impacto foi reduzido. Pain Is So Close To Pleasure é um tema favorito entre os fãs, especialmente a verão ampliada de seis minutos, mas nunca foi apresentado num espectáculo da banda ao vivo, talvez devido ao seu ritmo e compasso de dança pouco característicos.

Friends Will Be Friends foi o quarto single do álbum Magic e surgiu no Reino Unido no dia 9 de Junho de 1986, para coincidir com o início da digressão Magic, que se prolongaria por três meses. Juntamente com um antigo hino – Seven Seas Of Rhye, de 1974 (o primeiro sucesso de sempre dos Queen) – os dois temas alcançaram o 14.º lugar no Reino Unido e tornaram-se um dos 40 maiores sucessos noutros territórios europeus. Curiosamente, nunca foram lançados na América nem no Japão. O vídeo que acompanha os singles foi filmado nos estúdios Stone Bridge, em Wembley, Londres, em Maio de 1986, por Rudi Dolezal e Hannes Rossacher, e é memorável, sobretudo porque 850 pessoas do Clube de Fãs dos Queen, há muito estabelecido no Reino Unido, compareceram para lhes dar o seu apoio.

Who Wants To Live Forever veio a seguir, o quarto e último single do álbum A Kind Of Magic a ser editado no Reino Unido. Lançado neste país a 15 de Setembro de 1986, ao lado de Killer Queen, uma canção já com 12 anos, o single foi um êxito na Europa. Com arranjos orquestrais exuberantes realizados por Michael Kamen, a canção tornou-se um clássico no catálogo dos Queen. Foi também amplamente interpretada por outros artistas, entre os quais Jennifer Rush, Seal e Shirley Bassey. A música foi um marco dos concertos da última tournée. O vídeo, dirigido por David Mallet, foi filmado num armazém, no East End em Londres. É um dos filmes mais memoráveis dos Queen, contando, entre outros elementos, com a National Philharmonic Orchestra, um coro de 40 rapazes e várias centenas de velas para criar o ambiente.

Apesar de não ter sido apresentado no Reino Unido nem na Europa, Princes Of The Universe foi o segundo single retirado do álbum a ser lançado nos EUA. Enquanto o single Magic se tornava um enorme sucesso em todo o mundo, a editora americana, por sua vez, optou pela história escrita por Freddie sobre uma batalha grandiosa. Acompanhada do mesmo lado B do outro single dá época (A Dozen Red Roses For My Darling), Princes Of The Universe causou pouco impacto nas tabelas. Em Outubro de 1986, foi lançada no Japão, desta vez em conjunto com Who Wants To Live Forever.

​Disc 1
1 - One Vision  (Queen)
2 - A Kind Of Magic  (Roger Taylor)
3 - One Year Of Love  (John Deacon)
4 - Pain Is So Close To Pleasure  (Freddie Mercury/John Deacon)
5 - Friends Will Be Friends  (Freddie Mercury/John Deacon)
6 - Who Wants To Live Forever  (Brian May)
7 - Gimme The Prize  (Brian May)
8 - Don't Lose Your Head  (Roger Taylor)
9 - Princes Of The Universe  (Freddie Mercury)

​Disc 2
1 - A Kind Of Magic (Highlander Version)  (Roger Taylor)
2 - One Vision (Single Version)  (Queen)
3 - Pain Is So Close To Pleasure (Single Remix)  (Freddie. Mercury/Jonh Deacon)
4 - Forever (Piano Version)  (Brian May)
5 - A Kind Of Vision (Demo, August 1985)  (Roger Taylor)
6 - One Vision (Live at Wembley Stadium, July 11th 1986)  (Queen)
7 - Friends Will Be Friends Will Be Friends  (Freddie Mercury/John Deacon)

(A Kind Of Magic (2011 Remaster) (Deluxe Edition))

© 2011 - 2020 - Queen Portugal - Portal da Comunidade de Fãs Portugueses dos Queen