Vou precisar de um EXÉRCITO! Alguém se quer juntar?!” - Brian May


O nosso Brian May apela a que se juntem ao BRI-ARMY!


Para te alistares basta fazeres uma inscrição na sua mailinglist.


A reedição de Back To The Light será lançada no próximo dia 6 de Agosto, sendo que já está disponível para pré-encomenda em https://BrianMay.lnk.to/BackToTheLight.

Fonte: Brian May



Queen The Greatest: uma celebração de 50 dos maiores momentos da história dos Queen até agora. Uma série de 50 semanas no YouTube que celebra os momentos-chave da história dos Queen lembrando-nos o porquê da banda E da sua música continuarem a ser amadas em todo o mundo.

Episódio 19: Queen: Another One Bites The Dust


Os Queen começaram os anos 80 com estilo, com aquele que seria o seu single mais vendido de sempre. Mas como seria de esperar dos Queen, foi uma música nada parecida com as outras da banda, vinda de uma fonte inesperada e que representava outra grande jogada de risco.


"Quer dizer, funk não estava no vocabulário, na verdade." Produtor (Reinhold) Mack.


Em 1980, os Queen começaram a sua segunda década juntos com um dos seus maiores hits de sempre. E ao verdadeiro estilo Queen, foi com um estilo previamente desconhecido para os fãs e veio de uma inesperada fonte – o baixista John Deacon, mais uma vez a demonstrar a sua capacidade para escrever um monstruoso hit.


Na altura, no entanto, a fé da banda na música demorou a surgir...ajudada pelo caminho por uma persuasão de uma das maiores estrelas da música na altura, Michael Jackson.


A música estava no centro de uma discussão interna na banda – uma música que iria providenciar aos Queen o seu single mais vendido até hoje: Another One Bites The Dust.


John Deacon: "Eu sempre quis fazer algo um bocado mais, que fosse mais disco, o que não estava muito na moda na altura."


Brian May: "O John estava a puxar-nos fortemente nessa direcção, uma espécie de funk, e o John conseguiu que o Roger tocasse com fita na bateria toda, exactamente aquilo que o Roger detestava, o Roger detestava que a bateria soasse 'morta'"


Roger Taylor: "Eu realmente não queria entrar na dance music. Não era minha praia."


Brian May: "O Freddie estava mesmo envolvido na cena, Freddie cantou até sangrar, porque ele estava mesmo comprometido em que soasse como o John queria, que era meio hardcore...não sei bem como chamar-lhe...mas era mais para a black music que white music."


Roger Taylor: "Michael (Jackson) veio a vários concertos, acho que no Fórum em Los Angeles, e ele amava o Freddie. E ele dizia sempre 'vocês têm que lançar esta música'. E eu não estava particularmente enamorado pela música, por isso disse 'não, tu estás a brincar, nunca será boa para ser single'".


Naquela altura, os Queen tinham-se tornado mestres em nunca fugir do risco, por isso foi lançada e eventualmente vendeu umas incríveis 7 milhões de cópias tornando-se no single mais vendido de sempre dos Queen.


Adoptado como um hino de triunfo e continuamente tocada em espaços desportivas – particularmente combates de boxe! - a faixa deu ao grupo o seu segundo n.º1 nos EUA, permanecendo no Hot 100 durante 31 semanas e merecendo uma nomeação para os Prémios Grammy.


Como recorda Brian, aquilo significou que a banda começou os anos 80 numa posição que dez anos antes só poderiam sonhar...


Brian May: "Nós meio que nos tornámos o maior grupo no mundo, naquele momento. Mas sabemos que é algo do momento, porque outros virão e tomarão o nosso lugar, mas naquele momento, nós meio que dominámos o mundo."


Another One Bites The Dust naturalmente que aparece no álbum Greatest Hits, lançado um ano depois, mas o facto interessante é que também aparece no álbum Greatest Hits III , graças a um remix com Wyclef Jean que chegou ao top 10 em 1998.


E depois em 2006, outro remix chamado Queen vs The Miami Project apresentou a música a mais uma nova geração de fãs.


A popularidade deste clássico não mostra sinais de diminuir, como foi demonstrado em Maio deste ano, quando a música passou a incrível marca de mil milhões de streams no Spotify.


Mas para muitos, a memória de Freddie, Roger, Brian e John no palco é onde a música está no seu melhor.


Na próxima semana: Queen nos Filmes - Take 1: Flash Gordon


Fonte: Queen Online



No próximo dia 6 de Agosto o nosso Brian May lançará a reedição remasterizada do seu a solo álbum Back To The Light. Esta reedição estará disponível em CD, Vinil, Cassete, download digital e nos formatos de streaming sendo que pode ser pré-encomendada aqui.


Até lá Brian irá relembrar faixa por faixa o álbum Back To The Light, através de uma série "Storytelling with Brian May".


O primeiro vídeo desta série já está online e tem como titulo "Gonna Make My Resurrection".