1981 - A Carta de Roger Taylor à Rolling Stone


Em Junho de 1981, a revista Rolling Stone escreveu um artigo altamente crítico sobre a tour sul-americana dos Queen daquele ano. Roger Taylor resolveu responder, num saco para vómito de um avião, ao referido artigo, de uma forma crítica altamente mordaz. Passamos agora a transcrever a resposta.


Incrédulo, chocado e a dormir, enquanto leio a vossa "história" sobre os Queen na América do Sul. Sou um membro desse grupo e extremamente orgulhoso da sua história e da sua música.

Eu nem sequer escrevo à minha mãe, já que a palavra escrita parece valer menos, hoje em dia, em detrimento do telefone e de publicações como a vossa e o National Enquirer. A vossa atitude à 1970, combinada com uma natural incompreensão do rock and roll, continua a fascinar-me e a irritar-me.

Obrigado pela vossa desonestidade pessoal que continua a ensombrar a vossa opinião retrograda. Obrigado também pela maravilhosa avaliação da minha banda, através do nosso soud-check.

Cresçam! Vocês inventaram o rancor. Tenho pena de vocês. Vocês não prestam! São aborrecidos e tentam envenenar-nos. Aguardo a vossa charmosa revisão do meu actual álbum, daqui a 8 meses. Roger Taylor. Londres, Inglaterra

Esta carta foi escrita num saco para vómito, de um avião.

 

SOBRE NÓS:

O Homem, por si só, não consegue viver isolado. Os seres humanos precisam de comunicar, expressar… precisam que a sociedade lhes garanta uma estrutura onde ele se revejam. As comunidades são importantes porque acolhem, protegem e permitem a partilha. São micronações reguladas de forma endógena pelo interesse no bem comum e o Queen Portugal é tudo isto sendo que o nosso bem comum são a melhor banda de rock de todos os tempos: os Queen.

© QUEEN PORTUGAL
2011 - 2021