Queen The Greatest | EP 26: Radio Ga Ga


Queen The Greatest: uma celebração de 50 dos maiores momentos da história dos Queen até agora. Uma série de 50 semanas no YouTube que celebra os momentos-chave da história dos Queen lembrando-nos o porquê da banda E da sua música continuarem a ser amadas em todo o mundo.

"A cena Nazi é algo que realmente dá vontade de rir. Se precisarem, as pessoas vão sempre encontrar um motivo. É uma peça de entretenimento, sabem, é tão simples quanto isso." - Roger Taylor


Queen The Greatest Episódio 26. Queen 1984: Radio Ga Ga


A celebração de outro clássico dos Queen, desta vez composta por Roger Taylor, um single que não foi apenas um esmagador hit mundial mas também possivelmente um dos vídeos mais distintos da banda, assim como um ano mais tarde no Live Aid, tornando-se um dos momentos mais memoráveis na história da música ao vivo. Não obstante encontrou alguma resistência inesperada no início...


A celebração de uma música que não foi apenas um hit single com um vídeo icónico, mas um tema que levou a um dos momentos ao vivo mais memorável da banda, esta semana o Queen The Greatest foca-se na Radio Gaga cunhada por Roger Taylor.


Inspirado ao ouvir o seu filho pequeno pronunciar as palavras 'radio ka-ka' para uma música má na rádio, a música de Roger iria providenciar aos Queen um dos seus maiores êxitos, alcançando o primeiro lugar em 19 países.


O sucesso do tema iria cimentar o lugar de Roger como um dos principais compositores de hits na banda. Incluído no álbum The Works de 1984, Radio Ga Ga foi o exemplo perfeito de como as responsabilidades de composição dentro da banda tinham evoluído durante os primeiros 13 anos...


John Deacon: "No início era o Brian e o Freddie que realmente costumavam escrever a maioria do nosso material mas durante os últimos cinco anos o Roger e eu temos começado a contribuir mais."


Freddie Mercury: "Penso que chegou o momento em que realmente, em tempos de composição, estamos completamente quites. O Roger vai criar algo como Radio a Ga Ga e isso é perfeito."


Roger Taylor: “Numa tarde de domingo o meu filho Félix entrou e ele era bastante novo e ele como que começou ‘ah, Radio Ka Ka’, porque ele é metade francês. E então eu pensei 'isso é bastante engraçado'. Sabem. (...) Eu como que construi a backing track e mostrei ao Freddie que adorou."


A música escalou os tops britânicos, e tornou-se num êxito mundial que sem surpresas atraiu uma grande quantidade de tempo de rádio. Contudo ironicamente dado o tema da música o vídeo foi novamente dirigido pelo brilhante David Mallet que prendeu a imaginação da geração MTV enquanto que ao mesmo tempo recebeu algumas críticas inesperadas.


Roger Taylor: "Tínhamos um vídeo estrondoso em que trabalhámos imenso. E o todo parecia bem, parecia ser do seu tempo e parecia ser um pouco diferente. Parecia moderno e era algo muito refrescante."


Inevitavelmente alguns membros da imprensa britânica queriam uma razão para o meter de parte e acusaram os Queen de incorporarem elementos do imaginário fascista - uma noção que Roger achou mais engraçada do que irritante.


Roger Taylor: "Aquilo foi tão absurdo, quer dizer, era realmente para ser sobre o filme, sabem, era para ser um reflexo do Metrópolis de Fritz Lang e os trabalhadores oprimidos e etc. A cena Nazi é algo que realmente dá vontade de rir. Se precisarem, as pessoas vão sempre encontrar um motivo. É uma peça de entretenimento, sabem, é tão simples quanto isso."


Como se o sucesso do vídeo e do single não fosse suficiente, a Radio Ga Ga teve um impacto ainda maior quando começou a fazer parte dos espetáculos ao vivo dos Queen.


Brian May: "Uma das maiores contribuições do David Mallet, claro, foram as palmas quando o refrão começa. É repetido eletronicamente na gravação e então soa como umas palmas duplas. E o Mallet agarrou-se a isso e tornou-se numas palmas duplas feitas pela audiência, e tornou-se algo tão... bem, penso que se tornou uma das primeiras grandes provas do poder da televisão. A primeira vez que tocámos isto para um público que não era de Queen, no Live Aid, toda a gente sabia o que fazer naquela altura, o que é realmente surpreendente, então só pode ser o poder do vídeo."


Próxima Semana - Freddie Mercury "Ay-Oh”



Fonte: Queen Online