A BBC Music e a BBC Two apresentam Freddie Mercury: The Final Act


BBC2, 27 de Novembro de 2021 - 21h


Mais detalhes em https://www.bbc.co.uk/programmes/m00123q9


***


Em Novembro, a BBC Two transmitirá Freddie Mercury: The Final Act - a história do extraordinário capítulo final da vida de Freddie Mercury, bem como a jornada que conduziu ao concerto de homenagem a Freddie Mercury no Estádio de Wembley que se seguiu.


Trinta anos após a morte de Freddie (em Novembro de 1991) devido a complicações derivadas do vírus da SIDA, Freddie Mercury: The Final Act capta comovedoramente os últimos anos de vida de Freddie. O filme segue a história do último concerto de Freddie até ao próprio concerto de tributo que teve lugar a 20 de Abril de 1992. O documentário apresenta novas entrevistas com muitos dos que eram mais próximos de Freddie, incluindo os membros da Queen, Brian May e Roger Taylor, a irmã de Freddie Kashmira Bulsara, os seus amigos Anita Dobson e David Wigg e o seu assistente, Peter Freestone.


Foram ouvidos também aqueles que atuaram no concerto épico, incluindo Gary Cherone (Extreme), Roger Daltrey (The Who), Joe Elliott (Def Leppard), Lisa Stansfield, e Paul Young, bem como o promotor do concerto, Harvey Goldsmith. O filme também ouve aqueles que viram o impacto do VIH/SIDA em primeira mão, como médicos, sobreviventes, ou ativistas dos direitos humanos, incluindo Peter Tatchell. O filme começa em 1986, quando a digressão "Magic" dos Queen atinge o seu espantoso clímax no Knebworth Park e Freddie Mercury prova ser um dos maiores artistas de rock que o mundo já conheceu.


Falando no programa, Brian May diz: "Freddie abriu o seu coração e deu tudo o que tinha. Ele foi um músico por completo. Ele viveu para a sua música. Adorava a sua música, e acima de tudo o resto tinha orgulho em si próprio como músico.".


Nos anos seguintes, porém, combateria secretamente o VIH/SIDA - uma doença que estava a matar milhões e a intensificar a homofobia. No trágico rescaldo da morte de Freddie, Roger Taylor começou a aproximar-se de uma série de estrelas, incluindo Elton John, David Bowie e Annie Lennox. Depois, juntamente com o colega de banda Brian May, e o empresário dos Queen, Jim Beach, conceberam um plano para comemorar a vida do seu amigo com o que se tornaria um dos maiores concertos da história.


Assistiram ao O Freddie Mercury Tribute Concert mais de 70.000 pessoas, com mais de mil milhões de espectadores através da televisão. Durante quatro gloriosas horas, com uma voz coletiva, o concerto não só celebrou Freddie, como também colocou claramente o VIH/SIDA no centro das atenções e aumentou a consciência para a doença. Sobre o estigma em torno do VIH/SIDA na altura, Roger Taylor comentou: "Estávamos muito zangados e tivemos de defender o nosso amigo - o nosso melhor amigo. Fixei-me com a ideia de lhe dar uma despedida em grande.".


Freddie Mercury: The Final Act é uma história sobre amizade, amor e uma luta contra preconceitos - demonstrada pela forma como os amigos de Freddie criaram uma alegre celebração da sua vida, que não só vincou a sua reputação como um dos grandes artistas musicais do mundo, mas que também ajudou a mudar atitudes sociais.


Jan Younghusband, chefe de comissionamento da BBC Music TV disse: "O filme de James Rogan: Freddie Mercury: The Final Act, é uma história pungente de um dos músicos mais populares e talentosos da música, e o legado que este deixou. Não só ilumina a corajosa viagem de Freddie Mercury durante os últimos cinco anos da sua vida, como também conta uma história mais ampla - e extremamente importante – do surgimento da SIDA na altura e de como o incrível concerto de homenagem após a sua morte, ajudou a mudar para melhor a opinião pública sobre esta crise. Os artistas dos Queen e outros envolvidos, falam francamente pela primeira vez.".


James Rogan, Director, disse: “Criar o Freddie Mercury: The Final Act foi uma viagem extraordinária ao capítulo final de um dos maiores ícones da música Rock. Trabalhar com os Queen e ver os bastidores de algumas das suas maiores actuações e o lendário Freddie Mercury Tribute Concert foi um raro privilégio. Igualmente importante foi falar às pessoas que tinham vivido o olho da tempestade da pandemia global de VIH/SIDA, com todas as suas ressonâncias com a COVID hoje em dia. A morte de Freddie e o Tributo que os Queen organizaram para ele ajudou a mudar a consciência global sobre esta terrível doença num momento crítico.”.


Para acompanhar Freddie: The Final Act, a BBC Dois também irá transmitir Queen at the BBC em Novembro. Queen at the BBC é um especial de uma hora, apresentando alguns dos maiores momentos musicais de Freddie Mercury, Brian May, Roger Taylor e John Deacon que têm sido exibidos na BBC ao longo dos anos. O enorme estatuto internacional da banda lendária e os limitativos horários das digressões fizeram com que os Queen tivessem surpreendentemente poucas aparições em programas como Top of the Pops e, frustrantemente para os fãs, várias dessas actuações foram perdidas ou nunca foram gravadas.


Esta coleção celebra o melhor do que sobreviveu de uma das bandas mais duradouras e mais amadas do rock britânico - e talvez o frontman mais carismático e mais amado de todos os tempos. Entre os destaques estão momentos do celebrado concerto da banda em 1975 no Hammersmith Odeon, Londres, e destaques do prestigiado Montreux Pop Festival, onde Freddie e os rapazes mostraram ao resto como se fazia a atuação ao vivo. As canções deste programa incluem o primeiro sucesso da banda no Reino Unido, Seven Seas of Rhye, These Are The Days of Our Lives e Bohemian Rhapsody - frequentemente eleita a canção preferida da nação.


Freddie Mercury: The Final Act é produzido por Rogan Productions, dirigido por James Rogan e tem como Produtores Executivos Soleta Rogan, Mark Hedgecoe e Simon Lupton. O produtor é Dan Hall e foi encomendado por Owen Courtney, comissário executivo da BBC Music.



Fonte: Queen Online