top of page

Queen The Greatest Live | EP 19: Dragon Attack


'Queen The Greatest Live' – A série The Greatest regressa com uma celebração de um ano dos Queen ao vivo.

Eis a nova série dos Queen - Queen The Greatest Live - que durante 50 semanas irá entrar nos bastidores para revelar o que é necessário para criar um espectáculo da banda. A série irá incluir momentos de performances icónicas dos Queen e, acima de tudo, demonstrar a razão pela qual são considerados o derradeiro espetáculo ao vivo.


Os Queen podem ter inúmeros grandes êxitos entre os quais escolher, mas quando é necessário criar uma Set List, a banda sempre incluiu algumas surpresas para espantar a audiência. Neste mais recente episódio, revisitamos uma pulsante performance de Dragon Attack que inesperadamente se transforma num clássico favorito da audiência.

Há alguns temas que não são negociáveis, em termos de figurarem numa Set List de Queen. Um concerto sem os clássicos Another One Bites The Dust, Radio Ga Ga e We Will Rock You – para enumerar apenas três – seria algo inimaginável. Mas com uma discografia tão vasta e tantos Deep Cuts à sua disposição, a banda tem sempre acrescentado algumas reviravoltas na sua Set List para agradar aos fãs mais hardore – muitas vezes alternando quase sem esforço entre os temas mesmo no calor do momento.


Neste mais recente episódio do Queen The Greatest Live, vamos até ao concerto da banda no Milton Keynes Bowl, em Buckinghamshire, a 5 de Junho de 1982 – um concerto lendário que viu um enorme espectáculo de guitarra de Brian May em Bragon Attack, transformar-se logo de seguida noutro grande favorito do público.


Lançado como lado B do single Another One Bites The Dust – e um destaque do álbum de 1980 The Game – o tom funk e incendiário de Dragon Attack foi conseguido devido às inúmeras noites que os quatro rapazes passaram na discoteca de Munique Sugar Shack, enquanto gravavam nos Musicland Studios. O estabelecimento é até referenciado na letra de Dragon Attack – "Take me to the room where the black’s all white and the white’s all black/Take me back to the Shack" - Freddie Mercury canta.


"Foi feita já muito tarde, à noite, ou numa madrugada muito cedo, provavelmente muito embriagados," explica Brian sobre a gravação. Mas talvez Dragon Attack tenha sido mesmo feita para os palcos, com o tema a ser tocado de forma consistente entre 1980 e 1985, com a banda a aproveitar a sua elasticidade para uma pequena e emocionante improvisação.


Para esta performance memorável em particular – e para o encanto da audiência em Milton Keynes – Dragon Attack de repente flui para um reprise do hino favorito do público Now I’m Here, do álbum de 1974 Sheer Heart Attack. E para os mais atentos, vejam o momento, logo no ínicio, onde Brian parte uma corda da sua Red Special – mas rapidamente troca por uma guitarra suplente e continua como se nada fosse.


Próxima semana: Queen The Greatest Live - Is This The World We Created




bottom of page