top of page

Um ano dos marcantes concertos em Madrid de Queen + Adam Lambert


Queen + Adam Lambert

Durante o ano passado os Queen + Adam Lambert andaram na estrada, pelo Reino Unido e Europa, com a sua Rhapsody Tour. Durante esta jornada foram vários os portugueses que assistiram a algumas dessas datas.


Talvez pela proximidade ao nosso País foram nos concertos de 6 e 7 de Julho em Madrid, na WZink Center, que o número de portugueses foi maior.


Comecemos então por dia 6, onde às 9h00 da manhã a fila já com contava com quase 100 pessoas. Neste dia, entre os portugueses, tivemos a presença dos nossos amigos Nuno e Leonel, graças a eles podemos transmitir em directo alguns dos temas da primeira noite de Queen + Adam Lambert na capital Espanhola. Um grande concerto, numa sala esgotada com a setlist a manter-se a habitual daquela tour.

Avancemos agora até ao dia 7, onde alguns de nós acampámos à porta do recinto, e outros chegaram bem cedo, tudo para garantirmos os nossos lugares lá na frente, ficando este concerto marcado pela forte concentração de portugueses.


Foram então largas as horas à porta do recinto do concerto, horas essas muito bem aproveitadas. Afinal tivemos a oportunidade de falar e conhecer novos fãs, como o Jean Denis que passou aquele dia escaldante connosco. Tivemos ainda à conversa com dois dos camionistas que faziam parte do STAFF da tour e que nos explicaram vários detalhes técnicos daquela enorme digressão dos Queen. Nestas longas horas vimos também Pete Malandrone, o técnico de guitarra de Brian que simpaticamente nos acenou.

Eis que chegam as 19H30, e apesar de algumas complicações na formação das filas, onde por motivos de segurança não nos era permitido correr… lá fomos o mais rápido que conseguimos para o recinto. Uns até à frente de palco do lado de Brian May, outros para palco B e ao longo da passerelle.


Duas horas depois começam a soar os acordes de Innuendo, era abertura do espetáculo que todos nós queríamos assistir, e nos lugares para os quais passámos largas horas para os garantir.


Brian May estava ali tão perto de nós, bem como Roger Taylor, e a sua filha Lola que cá em baixo, sempre com um enorme sorriso tirava fotos ao seu Pai. Lola que simpaticamente sempre nos correspondia, acabando mesmo por dar uma baqueta de Roger ao nosso querido amigo Diogo.

Da abertura com Innuendo ao fecho com God Save the Queen foram muitos os pontos naquela noite, que apesar de não ser no nosso País teve muito da nossa alma entre o público. Momentos maravilhosos que provam o porquê dos Queen ainda hoje serem distinguidos como uma das melhores bandas do Mundo, um concerto com uma super produção, onde Adam Lambert uma vez mais provou ser o homem certo no lugar certo.


Quando ficámos enterrados em confetis brancos nem queríamos acreditar que aquele sonho tinha realmente chegado ao fim, como afirmamos foram tantas as emoções que para nós é tarefa impossível resumirmos aquela noite, e aqueles dias em Madrid. No entanto esperemos que este nosso pequeno relato vos tenha aproximado de tudo o que vivemos.


Nesta jornada não podemos deixar de falar dos nossos queridos amigos William Nilsen e a sua companheira Adriana Nilsen, que, recordamos, são os autores do Livro Queen no Brazil – 40 anos depois. Eles que nos acompanharam em boa parte desta jornada!


Terminamos agradecendo a muita da alma lusa que se deslocou a Madrid nestes dias, em especial à Andreia, Diogo, Fátima, Joana, Laurentino, Leonel, Marco, Maria, Nuno e Vita, malta vocês são incríveis, vocês são o Queen Portugal!

コメント


bottom of page