top of page

Brian May lança hoje a Edição Especial do 40.º Aniversário de Star Fleet


Star Fleet Project

Finalmente a espera chegou ao fim! As históricas sessões de Star Fleet Project, que juntaram Brian May e Eddie Van Halen, bem como as suas preciosas Red Special e Frankenstrat, chegam aos nossos ouvidos acompanhadas por mais uma espetacular edição de colecionador da Brian May Gold Series.



2-CD, Vinil Single & LP / DELUXE BOX SET JÁ DISPONÍVEIS


Encomenda o Star Fleet Project em: http://www.BrianMay.lnk.to/StarFleetProject


Ouve online, nas plataformas digitais, todos os conteudos deste espetacular lançamento: https://open.spotify.com/album/4P8zihOMmBazpiqcsLYuEP?si=gnvegnCZR6iixcfoatHTDQ



PRESS REALEASE ORIGINAL


"Está tudo aqui. Tudo. Cada nota que tocámos naqueles dois dias está aqui, exposta pela primeira vez. Vou levá-lo aos bastidores do estúdio connosco durante dois dias inesquecivelmente emocionantes."


Quando os Queen fizeram uma pausa durante a primeira parte de 1983, Brian May fez bom uso do seu tempo. Ao acordar numa manhã em Los Angeles, decidiu telefonar a alguns amigos e convidá-los a colaborar em algumas faixas nos famosos estúdios Record Plant na Califórnia. A colaboração resultante foi um grande sucesso, e Brian iria mais tarde moldar as gravações num mini-álbum único, Brian May + Friends: Star Fleet Project.


Este terceiro lançamento das Brian May Gold Series oferece uma edição em box set extensivamente revisitada e expandida destas sessões agora lendárias. O conjunto é um documento completo dos dois dias, 21 e 22 de Abril de 1983, que Brian May passou na Record Plant, em Los Angeles, acompanhado pelos maiores nomes da música rock, Edward Van Halen (guitarra), Alan Gratzer (bateria), Phil Chen (baixo) e Fred Mandel (teclados). A box set inclui um espectacular CD de 23 faixas com material inédito.


Contendo 2 CDs, 1 LP de vinil e um single de vinil, bem como outros artigos de colecção, Brian May + Friends: Star Fleet Sessions será lançado como uma box set de edição de luxo, em todo o mundo, a 14 de Julho.


Um single exclusivo de 7" duplo lado A, também disponível em CD, será lançado no mesmo dia, 14 de Julho, com as novas versões misturadas de Star Fleet e Let Me Out. Uma versão especial em vinil vermelho estará acessível exclusivamente através da loja oficial Queen Online e está disponível para pré-encomenda em: https://www.queenonlinestore.com/Brian-May/Starfleet/


Este lançamento, da box set, foi precedido de um single digital autónomo especial, Star Fleet (Edited Single Version), que ficou disponível aquando do anúncio do lançamento de hoje, a 1 de Junho.


Como Brian escreve nas notas introdutórias da box set: "Vamos dar-vos tudo. Todos os takes de todas as canções. As coisas que correram mal, as gargalhadas, a descoberta de novas coisas para fazer. Mas não será apenas uma remasterização - resgatámos tudo das faixas originais, cada detalhe magnificamente remisturado e muito mais! Ouvirão todos os takes das históricas sessões de 1983, mais fragmentos de conversas, out-takes e experimentação musical."


O mini-álbum original de 3 faixas, lançado a 31 de Outubro de 1983, incluía um take completo de Star Fleet, a reinvenção hard rock de Brian da música emblemática da série de ficção científica infantil japonesa com o mesmo nome. O programa era visto regularmente e de forma compulsiva por Brian e pelo seu filho Jimmy, de 4 anos, na televisão ao sábado de manhã, inspirando a ligação de Brian à canção do título, escrita pelo músico inglês Paul Bliss. O álbum também incluiu Let Me Out, que conta com extensas participações de Brian May e Eddie Van Halen, e Blues Breaker uma peça de 13 minutos de improvisação completamente espontânea de todos os membros deste 'supergrupo' de músicos.


Brian afirma: "Se o Paul não tivesse escrito uma canção muito cativante como tema da série dramática de ficção científica da TV para crianças, as coisas teriam sido diferentes. A assinatura da música começou a ficar na minha cabeça e eu conseguia ouvir o meu próprio arranjo da música a desenvolver-se na minha mente. Mas como gravá-lo?"


"Então, numa manhã, acordei em Los Angeles, numa pausa das actividades com os Queen, e fiz alguns telefonemas. Contei a história do que aconteceu a seguir no material que encontrarão nesta caixa. O resultado foi algo que vou guardar para sempre".


"Fizemos uma pequena preparação, ao telefone e em casa, com pequenos amplificadores Rockman e auscultadores. Depois entrámos. As cassetes rolaram. O meu vizinho de Los Angeles, Alan Gratzer, deu cabo do seu kit com as maiores e mais pesadas baquetas que alguma vez tinha visto. Phil Chen, um amigo que conheci quando tocou com Rod Stewart, trouxe para a festa o seu estilo invulgar de tocar rock orientado para o funk, juntamente com a sua energia e humor caribenhos. E Fred Mandel, um dos teclistas com mais classe que já conheci, fez cócegas nos marfins e em alguns patches de sintetizador muito técnicos para dar vida aos riffs espaciais. O Ed (nunca lhe posso chamar "Eddie Van Halen" porque ele disse-me mais do que uma vez que achava isso irritante!) tocava a guitarra como se fosse um piano... batendo e estalando, deslizando e saltando pela escala como um duende eléctrico - sempre com um sorriso atrevido. Se alguma coisa que fazia era difícil para ele, nunca o demonstrava. Um verdadeiro original. Pura alegria. Que privilégio eterno tocar com ele".


Um espectáculo incomparável onde paixão volta às origens, Star Fleet transborda com a liberdade de uma pausa improvisada dos trabalhos diários para todos os envolvidos.


O disco surgiu em 20 de Outubro de 1983, como um empolgante trabalho conjunto de guitarra, espontaneidade rock'n'roll e melodia vibrante, infundido com uma palpável química e respeito entre os músicos. Com um single na faixa-título, o mini-álbum alcançou o primeiro lugar na tabela britânica de rock Kerrang.


Agora, claro, o disco é, em parte, uma celebração daqueles que perdemos: uma oportunidade de nos reunirmos com grandes talentos, muito perdidos. Como Brian diz, "Tem sido muito emocionante abrir o cofre e encontrar estas cassetes onde, num piscar de olhos, estou a trocar licks com os meus amigos, incluindo o fantástico Ed Van Halen. É muito emotivo, especialmente porque, infelizmente, o Ed já não está cá. Desde então, também perdemos o Phil - por isso, o resto de nós aprecia estes momentos fugazes."


O grupo também trabalhou numa anterior canção de Brian May, a bluesy Let Me Out, enquanto o conjunto encerra com a titânica Blues Breaker, quase 13 minutos de uma escaldante interacção de guitarras entre Brian e Edward. Não tanto um duelo, mas uma partilha de ideias e paixões. Como Brian explica, "Foi inspirado no Blues Breakers de John Mayall, o álbum com Eric Clapton a ler The Beano na capa. O Edward disse: 'Isto é óptimo para mim, há anos que não toco assim. É daqui que eu venho! Não cresci a fazer tapping e todo o fogo-de-artifício. Cresci a tocar blues, a querer ser como o Eric Clapton e a fazer algo melódico".


Se esse sentimento de libertação soa, também soa um espírito de aventura partilhada. "Havia muita ebulição, muita exploração, descoberta e espanto", diz Brian. "E alguns momentos verdadeiramente mágicos quando tudo se juntou - uma fusão de energias!"


Com dois CDs, um LP de vinil de 12" e um single de vinil de 7", a box set Star Fleet Sessions contém a prova de tudo o que Brian acima afirma. Apresentada em vinil vermelho transparente de 180g, a edição original em LP foi tratada com uma mistura totalmente nova, executada pelos engenheiros de som dos Queen, Justin Shirley-Smith e Kris Fredriksson, sob a direcção de Brian no seu estúdio de Surrey, a partir das cassetes multitrack originais e, diz Brian, "cortada a meia velocidade para máxima fidelidade". O single apresenta duas faixas. O lado A é uma versão editada de Star Fleet, com novas harmonias de guitarra de introdução de Brian. O lado B espelha o orginal lado B Son of Star Fleet que Brian explica "foi uma forma de incluir o resto da versão longa original da gravação num disco de 7"; efectivamente toda a gravação está dividida entre os dois lados."


O CD1 Star Fleet Project + Beyond apresenta a versão single da faixa-título juntamente com as versões completas do álbum de Let Me Out e Blues Breaker. Também está incluída uma entrevista com Cynthia Fox realizada na estação de rádio KMET de Los Angeles em Outubro de 1983, no dia do lançamento do single, e uma entrevista da Rockline com Bob Coburn. Segue-se uma versão ao vivo de Let Me Out no Palace Theatre em Los Angeles, seguindo-se We Will Rock You e uma reformulação da adorada fast version da mesma canção. O alinhamento de Brian May, conta com o poderoso baterista Cozy Powell, o baixista Neil Murray, o guitarrista Jamie Moses, o teclista Spike Edney e as cantoras de apoio Cathy Porter e Shelley Preston encontram a The Brian May Band em grabde. Finalmente, o CD1 fecha com a versão completa em LP de Star Fleet, "tal como no dia em que aconteceu", diz Brian, "como se estivéssemos na sala".


O CD2 Star Fleet - The Complete Sessions apresenta 23 faixas que vão mais a fundo na sala de gravações. O disco apresenta uma mistura recém-criada a partir da totalidade das gravações analógicas originais das sessões, com canções em processo de evolução (algumas com guide vocals) mais discussão, brincadeiras, risos e, diz Brian, "alguns 'erros', se é que isso existe". Amplificadores explodem, microfones partem-se, cordas estalam - os resultados levam-nos o mais perto possível da Record Plant em Abril de 1983.


E os fãs dos Van Halen, tomem nota: os takes de Star Fleet apresentam oito solos de guitarra de Edward, "nunca trilhando o mesmo caminho duas vezes", diz Brian. "Ed era uma alma maravilhosa. Ao ouvi-lo e a mim, sinto-me completamente ultrapassado por ele no estúdio. Mas de uma forma muito agradável - que alegria para mim estar perto de um gajo que conseguia fazer tudo aquilo. É um privilégio."


"Por isso, vão ouvir-nos no estúdio a trocar licks", acrescenta Brian. "Nós limpamos a mixagem e agora o som de EVH é maior do que a vida. Tu ouvirás o desenvolvimento do seu solo, que eu sempre achei que foi uma das melhores coisas que ele fez ... um verdadeiro clássico imortal das peças de Ed Van Halen."


Um crachá e um livreto com extensas notas completam a box set. Haverá um poster exclusivo para as encomendas da box set feitas através do QueenOnline.com, onde também estarão disponíveis álbuns em vinil preto de 180g, cassete e picture-disc vinil.


Com uma recriação digital do trabalho artístico do material original de 1983, Star Fleet Sessions não brilha apenas de novo. Ao longo de 136 minutos de áudio, a caixa leva-nos para estúdio, realçando a energia que tornou o projecto um capítulo tão especial na vida e carreira de Brian.


"Está tudo aqui. Tudo! Cada nota que tocámos naqueles dois dias inesquecíveis e emocionantes está aqui, exposta pela primeira vez. Ouvir estas sessões, especialmente através das novas restaurações e misturas que produzimos agora, ainda me dá arrepios na espinha", diz Brian. Uma cápsula do tempo de um momento irrepetível, esta caixa muito aguardada e cuidadosamente organizada prova porquê.


BRIAN MAY + FRIENDS: STAR FLEET PROJECT - 40th Anniversary Edition Tracklistings:


Star Fleet Sessions Box Set


Formato: 2CD + LP (Red Vinyl) + 7” (Black Vinyl)


CD1: Star Fleet Project + Beyond

1. Star Fleet (Edited Single Version / 2023 Mix)

2. Let Me Out (2023 Mix)

3. Blues Breaker (2023 Mix) 4. Cynthia Fox Release Day Interview 1983

5. Bob Coburn Rockline Interview 1984

6. Let Me Out (Live at The Palace Theater, LA / 1993)

7. We Will Rock You (Live at The Palace Theater, LA / 1993)

8. We Will Rock You - Fast (Live at The Palace Theater, LA / 1993)

9. Star Fleet (Complete Version / 2023 Mix)


CD2: Star Fleet The Complete Sessions

1. Star Fleet (Take 1)

2. Star Fleet (Take 2)

3. Star Fleet (Take 3)

4. Star Fleet (Take 4)

5. Star Fleet (Take 5)

6. Solo Jam

7. Star Fleet (Take 7)

8. Star Fleet (Take 8)

9. Star Fleet (Take 10)

10. Star Fleet (Take 11)

11. Star Fleet (Alternative Overdub EVH Solo)

12. Jam

13. Let Me Out (Rehearsal 1)

14. Let Me Out (Rehearsal 2) 15. Boogie Woogie Jam

15. Boogie Woogie Jam

16. Let Me Out (Take 1)

17. Jazz Police

18. Let Me Out (Take 3)

19. Let Me Out (Take 4)

20. Jam (Let's Do The Show Right Here)

21. Let Me Out (Take 6)

22. Funky Jam

23. Let Me Out (Take 7 False Start)


LP: Star Fleet Project (180g Red Vinyl)

1. Star Fleet (2023 Mix)

2. Let Me Out (2023 Mix)

3. Blues Breaker (2023 Mix)


7” Single Star Fleet 1. Star Fleet (Edited Single Version / 2023 Mix)

2. Son Of Star Fleet (2023 Mix) – Exclusive to the box set 7”


Star Fleet Project + Beyond

Formato: 1CD

1. Star Fleet (Edited Single Version / 2023 Mix)

2. Let Me Out (2023 Mix)

3. Blues Breaker (2023 Mix)

4. Cynthia Fox Release Day Interview 1983

5. Bob Coburn Rockline Interview 1984

6. Let Me Out (Live at The Palace Theater, LA / 1993)

7. We Will Rock You (Live at The Palace Theater, LA / 1993)

8. We Will Rock You - Fast (Live at The Palace Theater, LA / 1993)

9. Star Fleet (Complete Version / 2023 Mix)


Star Fleet Project

Formato: 1LP 180g black vinyl / 1LP picture disc / Cassete

1. Star Fleet (2023 Mix)

2. Let Me Out (2023 Mix)

3. Blues Breaker (2023 Mix)


Star Fleet / Let Me Out - Double A Side Single

Formato: 7” Vinyl (Red Vinyl) / CD Single

A. Star Fleet (Edited Single Version / 2023 Mix)

AA. Let Me Out (Single Edit / 2023 Mix) – Only available physically on this 7”

Vinyl & CD single.


GOLD SERIES EDITION CRÉDITOS 2023

Conteúdo supervisionado por Kris Fredriksson.

Misturado por Justin Shirley-Smith e Kris Fredriksson, Allerton Hill Studio. Masterizado por Adam Ayan, Gateway Mastering Studios, Portland, Maine.

Masterização Half Speed do vinil por Miles Showell no Abbey Road Studios. Fotografia de Phil Chen, James "Motor" Merritt, Elizabeth "Lizard" Frye, Brian May, Ron Galella / Getty Images.


Fonte: Queen Online







留言


bottom of page