top of page

Parabéns John!


John Deacon

Hoje cantamos em coro, ao ritmo de um baixo, os parabéns a um tal de John Deacon, nascido neste dia em Leicester há 72 anos.


John desde criança sempre se interessou pela música, mas também pela eletrónica. Em 71, quis o destino de John, que nem tinha ainda os 20 anos feitos, se cruzasse com uma banda com cerca de um ano de existência. Uns rapazes que se apelidavam como Queen e que ainda procuravam um caminho, mas também um baixista permanente. Deacy, alcunha que o acompanhava, não só impressionou, como foi tido como a peça que faltava. Porquê? Como o próprio disse, não iria roubar o protagonismo a Brian, o guitarrista, e, sobretudo, a um extravagante Freddie Mercury. Quem não estava lá muito convencido era o próprio John… Mas só até ao 1º álbum, que levou a banda a abrir asas e voar, e como também John um dia disse, "e eu fui com eles."


Além da técnica impecável, John é o criador de riffs de baixo que irão ficar para sempre gravados na cultura pop. Escreveu êxitos que perdurarão na memória dos amantes da música, como Another Bites The Dust ou I Want To Break Free. Criou o famoso Deacy Amp (graças à paixão pela eletrónica), amplificador usado por Brian e que moldou o som dos Queen durante toda a década de 70. Três fatores que lhe garantem a eternidade. Quer ele goste ou não…


Nos últimos 25 anos, John saiu de cena, como sabemos. Recolheu-se ao anonimato… São raríssimas as fotografias dele desde 1997. A própria mulher, com quem vive na mesma casa comprada em meados dos anos 70, chegou a responder, quando alguém o procurava, que não sabe onde ele está ou que ele não vive ali. Há uns anos, chegou a ser visto semanalmente num pub perto de casa, onde ia por vezes beber um copo de vinho branco, com a esposa Veronica a pedir aos clientes habituais para não o perturbarem, sobretudo para falar dos Queen. Hoje, nem isso.


Com uma fortuna estimada na ordem dos 180M de dólares, as poucas imagens dele mostram um homem simples nos seus 70s, suburbano e muito longe do brilho dos Queen, confirmado pelos vizinhos. Brian diz que John ainda é parte da engrenagem da banda, mas que não fala com ele, apenas comunica decisões e aguarda potencial feedback. Roger, que apelidou John de sociopata (pela dificuldade em lidar com a vida pública), disse há uns anos que não ouvia ou sabia nada dele, nem um som, há mais de dez anos…

Quanto a nós, os fãs, temos que respeitar a decisão de John, compreendê-la e aceitá-la. E, sobretudo, desejar-lhe também uma vida longa e de acordo com o que deseja. E seria presunção chegarmos a John, quando nem Brian ou Roger o conseguem, mas… deixem aí nos comentários o que diriam a John neste dia.


Feliz Aniversário John!

Happy Birthday John!


John Deacon

bottom of page