Queen The Greatest EP 50: Uma década de Queen + Adam Lambert (Parte 2)


(Fotografia de: Jordan Munns)


Queen The Greatest: uma celebração de 50 dos maiores momentos da história dos Queen até agora.


Uma série de 50 semanas no YouTube que celebra os momentos-chave da história dos Queen lembrando-nos o porquê da banda e da sua música continuarem a ser amadas em todo o mundo.

Está concluído o ano de celebração de algumas das melhores, músicas, performances e conquistas da história dos Queen até agora. A serie termina agora com a segunda parte do olhar para os 10 anos de Queen + Adam Lambert, culminando numa noite eletrizante em Sidney.


Adeus, a todos, temos de ir...


Depois de quase um ano inteiro, o Queen The Greatest chega ao episódio final desta série e nesta derradeira semana continua o seu olhar em retrospetiva para as performances espetaculares de – Uma década de Queen + Adam Lambert.


Entre 2012 e 2020, os Queen + Adam Lambert andaram em digressão extensivamente, alcançando umas incríveis 218 performances em mais de 40 países, e em frente a um público estimado de 3,5 milhões de pessoas. A banda neste trajecto passou duas vezes por Portugal em 2016 e 2018.


Cada nova produção de digressão pareceu torna-se cada vez melhor e melhor, a entusiasmar a audiência com uma mistura de êxitos reconhecíveis juntamente com interpretações imaginativas de alguns temas menos conhecidos.


Adam Lambert: "Temos uma pequena surpresa no alinhamento que iremos tocar na digressão deste verão. É algo que pode ser considerado um novo tema, que muitas pessoas podem nunca ter ouvido no contexto dos Queen. O Freddie Mercury trabalhou num tema... Ele criou um tema com Giorgio Moroder para o filme ‘Metropolis’. Chama-se Love Kills, e vamos tocá-la para vocês à nossa própria maneira."


Mas o legado de como tudo começou nunca está longe da mente de todos.


Adam Lambert: "Eu conhecia músicas dos Queen antes de saber quem eram os Queen. Quer dizer, eles estão sempre presentes e subir ao palco para mim pessoalmente, e também poder celebrar o Freddie, é uma verdadeira dádiva. Sabes, não há maneira de substituir o Freddie. Não é possível. Então estar em palco e falar com a audiência sobre o Freddie, e mostrarmos o Freddie no ecrã em alguns momentos do concerto, ouvimos a voz dele, é muito importante para esta, esta experiência, para a audiência."


Brian May: "Há um tema em que canto com o Freddie, que é sempre um grande momento. Não me vejo em nenhum momento a não querer fazer isso. E claro, a audiência faz tudo. É tudo para a audiência, e partilhar o momento."


Brian May: "As memorias, e o facto de que ainda aqui estão, e que o legado continua vivo, acho que o Freddie ficaria muito feliz por isso."


No inicio de 2020, a banda estava em grande com a sua Rhapsody Tour a tocar por salas esgotadas por todo mundo e apesar de uma pandemia global estar quase a meter em pausa os planos para a digressão pela Europa, os Queen + Adam Lambert em resposta a uma tragédia que se desenrolava na Austrália, conseguiram contribuir para um espetáculo, com uma das que é considerada como uma das suas melhores performances – replicando pela primeira vez o icónico alinhamento do Live Aid em 1985 para o concerto de angariação de fundos para a Fire Fight Australia, criado para ajudar comunidades afetadas pelos devastadores incêndios florestais na Austrália.


A performance com duração de 22 minutos incluiu filmagens de Wembley em 1986, honrando Freddie Mercury num cameo digital com uma reconstituição de um dos momentos mais icónicos de participação do público.


Brian May: "Foi incrível porque, sabem, foi terrível ver os incêndios varreram a Austrália e a quantidade de miséria, e pessoas a perder as suas casas, a quantidade de animais selvagens mortos. Muito trágico. E aconteceu estarmos em Sidney numa altura em que era conveniente montar um concerto para aumentar a consciencialização e recolher dinheiro para a causa, para os bombeiros. Já tínhamos realizado o nosso concerto na noite anterior, então doámos o nosso palco para o estádio na noite seguinte."


Brian May: "O sentimento de adrenalina foi fora de série. E estranhamente, nós já tínhamos decidido que queríamos recriar o alinhamento do Live Aid. Porque há muitas similaridades entre as causas. Então seguimos em frente e assim como o Live Aid original, este foi também um evento único. Nunca tínhamos feito esse alinhamento antes, e este foi um caso isolado. E a audiência foi…"


Adam Lambert: "Eles foram frenéticos. Yeah."


Brian May: “Tanta energia. Esse é o destaque de tudo isto que andamos a fazer. Acho que acabámos em Sydney naquele concerto "Fire Fight"."


Roger Taylor: "A sensação de eletricidade no estádio em Sydney antes de começar, foi incrível. Então penso que houve uma ligação."


Mais tarde nesse ano, este alinhamento particular também figurou no álbum Queen + Adam Lambert Live Around The World - uma compilação de alguns dos momentos ao vivo de destaque nos anos de Queen + Adam Lambert, que foi lançado como uma forma de agradecimento aos fãs. Álbum que contou com duas musicas gravadas em Portugal.


O primeiro álbum da parceria Queen + Adam Lambert chegou ao primeiro lugar dos tops em Outubro de 2020, garantindo que os Queen entravam na sua sexta década com outro álbum em primeiro lugar e dando a Adam o seu primeiro álbum no topo nos tops do Reino Unido.


O produtores agradecem a todos os que viram o Queen The Greatest e que se juntaram nesta viagem pela extraordinária história dos Queen – e com a Rhapsody tour prestes a recomeçar nos próximos meses, parece que a história irá continuar por muitos mais anos…


Quanto ao Queen Portugal esperemos que tenham gostado das nossas traduções, e que não tenham encontrado muitos erros aí pelo meio... 😅

***


QUEEN THE GREATEST

Escrito e produzido por Simon Lupton

Editado por Fergus March

Pesquisa de vídeo por Keith Badman


Agradecimento especial a:

Brian May & Roger Taylor e Adam Lambert



Fonte: Queen Online