It’s A Kind of Magic... Os Queen + Adam Lambert iniciam nova digressão em Belfast


Eles estão de volta – e a combinação dos sonhos de Queen + Adam Lambert está melhor do que nunca. É uma dupla de mestres que conquistou o mundo.


O espetáculo de abertura de ontem à noite na SSE Arena de Belfast marcou o início da digressão Rhapsody UK & European, duas vezes adiada. E a espera valeu a pena.


Uma noite cheia de espetáculo, muita energia, nostalgia, paixão, emoção e claro, rock.


Tal era a emoção na multidão que esta fez inúmeras "holas mexicanas" com gritos de "We Want Queen" e cantando "We Will Rock You".


A expectativa crescia ao verem o impressionante cenário onde uma coroa de ouro dominava o cenário antes do início do espetáculo.


No início desta semana, Brian May partilhou a sua própria empolgação com um vídeo no Instagram aquando da chegada a Belfast.


Brian afirmou: "Incrivelmente emocionante! Tem sido muito tempo! E tivemos tempo para trazer alguns novos ângulos – novos momentos no espetáculo."


E novos momentos trouxe a banda em abundância – nenhuma despesa é poupada para esta produção, que deixa os fãs verdadeiramente fascinados.


E quando as luzes se apagaram - era hora do espetáculo, a atmosfera ficou eletrizante.

Verdadeiramente cintilante, Adam Lambert surge como um glamouroso showman de cartola e óculos de sol. E antes que percebamos, o icônico Brian May está presenteia o público com a sua guitarra.


Desfilam alguns clássicos da banda como Now I'm Here, Tear it Up e Hammer to Fall, depois, Somebody To Love num momento especial.


Adam é fabulosamente teatral e tem o público na palma da mão enquanto comanda a participação da multidão - o que estes fazem de bom grado.


Dirigindo-se à multidão pela primeira vez, Adam pergunta: "Vocês estão-se a divertir?"


Prestando homenagem ao eterno Freddie Mercury, diz: "Vocês sabem que sou fã assim como vocês?


E estou muito honrado por estar aqui, há 10 anos, a cantar com estas lendas e agradeço a todos vocês por me darem a oportunidade de celebrar o único e insubstituível Freddie Mercury.


Vou fazer uma promessa, vou fazer o meu melhor para celebrar a música dos Queen e Freddie Mercury com todos vocês esta noite? Vocês sentem o mesmo?"


Adam Lambert não tenta ser Freddie – e é por isso que a parceria sempre funcionou.


A familiaridade de Brian May e Roger Taylor combinada com os vocais de Adam é perfeita.

Destaque no alinhamento para A Kind of Magic, um desejo do nosso Roger, tema nunca antes cantado por Adam Lambert. Dizer ainda que a banda dedicou Under Pressure a malogrado Taylor Hawkins.


A banda teve uma performance que é digna da sua homônima, a própria Rainha, já que eles abriram o concerto da BBC Platinum Party At The Palace com uma apresentação especial marcando os 70 anos de Sua Majestade no trono.


Fonte: Belfast Telegraph