Exclusivo: Imagem de Bohemian Rhapsody (2)


Da esquerda para a direita: Gwilym Lee (Brian May), Ben Hardy (Roger Taylor), Rami Malek (Freddie Mercury), e Joe Mazzello (John Deacon) entram no filme da Twentieth Century Fox: BOHEMIAN RHAPSODY. Crédito da foto: Cortesia Twentieth Century Fox.


SINOPSE OFICIAL Bohemian Rhapsody é uma celebração dos Queen, da sua música e do seu extraordinário vocalista Freddie Mercury, que desafiou estereótipos e despedaçou a convenção do que era normal para se tornar num dos mais adorados artistas do planeta. O filme dá conta da subida meteórica da banda através das suas músicas icónicas e do som revolucionário, da quase implosão da banda numa altura em que o estilo de vida de Freddie entrava numa espiral fora de controle, e da reunião da mesma na véspera do Live Aid, onde Mercury (que enfrentava uma doença que lhe ameaçava a vida) liderou a banda numa das maiores desempenhos da história do rock. No processo, cimentar o legado de uma banda que sempre foi como uma família e que continua a inspirar sonhadores e amantes de música até aos dias de hoje. GRAHAM KING (PRODUTOR)


"Este filme está em produção há 8 anos mas eu acredito verdadeiramente que valeu a pena porque estou tão orgulhoso do que conseguimos. O filme é uma verdadeira celebração da música dos Queen e é um tributo a um dos melhores vocalistas de sempre: Freddie Mercury. Rompendo com estereótipos e expectativas, Freddie ousou mudar tudo - acreditando nele mesmo e na sua música. Ele e a banda chegaram a um sucesso inigualável e Freddie tornou-se num dos mais amados vocalistas do planeta, cimentando um legado que continua até aos dias de hoje. A música deles é tocada em eventos desportivos, inúmeros filmes e anúncios, e é ouvida em imensos bares por todo o mundo. Eles inspiram sonhadores e amantes de música. E por trás da música, estava um homem que simplesmente tinha uma ligação com o público numa maneira que apenas alguns artistas o conseguiram. Sou um sortudo por ter trabalhado com grandes actores durante a minha carreira - Leonardo DiCaprio, Daniel Day-Lewis apenas para nomear um par deles. Mas o desempenho do Rami como Freddie está no topo juntamente com os melhores que já vi." BRIAN MAY (GUITARRISTA, QUEEN) "Estou emocionado com a forma que o nosso filme sobre o Freddie está a tomar. Muito mais do que um documentário sobre a vida de alguém, é uma peça de arte. Fala de famílias e relacionamentos e esperanças e sonhos e desgostos e desapontamentos e no fim, de vitória e realização de objectivos, numa maneira que toda a gente poderá sentir uma ligação. Não tem sido uma viagem fácil, mas todas as viagens que mais valem a pena são assim! Rami e Lucy e o resto da malta tiveram desempenhos espectaculares - mais que dignos dos originais!!" fonte: Queen OnLine

© 2011 - 2020 - Queen Portugal - Portal da Comunidade de Fãs Portugueses dos Queen